COMPARTILHE E AJUDE INFORMAR MAIS PESSOAS

Recebemos mais uma denúncia sobre possíveis irregularidades cometidas pela atual gestão da Prefeitura de Alcântara, trata-se da compra de combustível sem o devido processo legal (licitação).

A Prefeitura que já recebeu representação do Núcleo de Fiscalização II – NUFIS II do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão – TCE, por meio do processo n.º 1.208/2021-TCE/MA, referente ao exercício financeiro 2021. Junto ao processo foram responsabilizados o Prefeito, Padre William (PL-MA), e Pablo Leonardo Sales Gomes, Pregoeiro do Município.

REPRESENTAÇÃO DO TCE

Na nova denúncia que apresentamos hoje, consta a falta de licitação para compra de combustível, já se passaram 05 meses e até a presente data nenhuma empresa passou por processo licitatório para fornecer combustível para a Prefeitura. Porém obtivemos documento que comprovam que o Prefeito está realizando a compra de combustível de forma irregular, o que na teoria poderia render um processo de Improbidade Administrativa.

NOTAS DE COMPRA DE COMBUSTÍVEL SEM LICITAÇÃO

A pergunta que não quer calar é quem tá pagando pelo combustível que está sendo consumido pela Prefeitura? A resposta é você caro cidadão, agora as consequências dos atos administrativos relativos a essas irregularidades devem ser apuradas e punidas no rigor da lei.

O TCE já anulou 04 processos licitatórios por suspeitas de fraudes como apontamos anteriormente, o ex Secretário de Administração, Felipe Serejo, que é ex membro da gestão do Padre William, já realizou várias denúncias pelas redes sociais e cobrando do Ministério Público um posicionamento firme sobre todas as denúncias apresentadas.

Ás muitas irregularidades cometidas em tão pouco tempo de gestão são sinais que Alcântara terá mais 04 anos difíceis.