Museus têm programação para o feriado de aniversário de São Paulo

Hoje (25), feriado do aniversário da cidade de São Paulo, museus, bibliotecas, oficinas culturais e fábricas de cultura 4.0 terão sua programação ampliada para que os paulistanos aproveitem o dia de folga.

Com os horários diferenciados, as instituições culturais oferecerão exposições, apresentações, shows, oficinas, exibições de mágicas, workshop aberto de dança e atividades que visam ensinar palavras em línguas indígenas. Só estarão fechados o Museu da Diversidade Sexual, a Sala São Paulo e a Oficina Cultural Alfredo Volpi.

O Museu do Futebol terá apresentação musical com o grupo Groove 011, com mostra de samba rock, incluindo bate-papo contando a história, importância e sua resistência enquanto movimento preto paulistano.

A apresentação será seguida de aula demonstrativa e discotecagem ao vivo, com participação inclusiva do público. No mesmo local, haverá oficina de slackline com o atleta campeão mundial Alisson Ferreira e o grupo Rebricando com contação de história com o tema “Todo mundo pode jogar“, para crianças e adolescentes. A entrada é gratuita. Mais informações.

Flâmulas

No Museu da Língua Portuguesa haverá a Estação Férias – nossas palavras são flâmulas, com a apresentação do Coral Mirim Guarani, além de oficinas que visam ensinar palavras em línguas indígenas de forma lúdica.

A ação está ligada à exposição temporária Nhe’ẽ Porã: Memória e Transformação, que fala sobre línguas e culturas dos povos originários do Brasil, em cartaz no museu até abril. Entrada grátis. Mais informações.

No Museu da Casa Brasileira, a mostra “Remanescentes da Mata Atlântica & Acervo MCB” tem o objetivo de estimular a reflexão sobre a transformação da floresta brasileira, passando pela exuberância das árvores de grande porte até o desaparecimento de espécies.

Há ainda a atividade “Casa na Praia”, aberta a todos os públicos. Ela tem como missão levar a praia para o jardim do museu, convidando o público a construir essa praia juntos, confeccionando elementos desse cenário. As famílias poderão sentir a areia nos pés. A participação é gratuita, mediante inscrição pelo site museu. Mais informações.

No Museu das Culturas indígenas haverá contação de histórias com Daniel Munduruku, além de música e pintura corporal com os Mestres de Saberes Indígenas do Museu das Culturas Indígenas, e brincadeiras xinguanas, além de uma roda de conversa, a partir do livro “Crônicas de São Paulo”. A entrada não será gratuita, mas a participação nas atividades, sim. Mais informações.

Arte Sacra

O Museu de Arte Sacra de São Paulo terá a primeira visita patrimonial para explorar a arquitetura do complexo da Luz e o protagonismo do edifício no desenvolvimento da região em que se encontra, além de refletir sobre as possibilidades técnicas empregadas no período colonial e suas funcionalidades na contemporaneidade. Entrada gratuita. Mais informações.

O Museu da Imigração promove uma visita a espaços ligados à história da imigração com o público conhecendo lugares de memória relacionados aos processos migratórios de diferentes décadas e a herança cultural e patrimonial deixada por esses movimentos.

Os destaques são a imigração italiana, libanesa, espanhola e boliviana. O passeio começa na antiga Hospedaria de Imigrantes do Bráse e totaliza um percurso de 25km em uma van disponibilizada pelo Museu. Mais informações.

Outra atividade convidará os visitantes a conhecerem os sambas dos compositores Adoniran Barbosa, Geraldo Filme e Toinho Melodia. A partir das composições, acontecerá um bate-papo sobre as transformações e as problemáticas da Terra da Garoa. A ação será voltada para o público acima de 12 anos. Não há necessidade de inscrição prévia, sendo que as vagas serão limitadas e por ordem de chegada.

No Museu Catavento, o Espetáculo teatral Perigo invisível mostra que o perigo à saúde nem sempre é visível, como os vírus, bactérias, fungos e como são importantes os bons hábitos de higiene na prevenção de doenças, além de números de mágicas. Mais informações.

No Museu da Imagem e do Som (MIS) serão exibidas as obras em grafite “Grandes Personalidades Negras” que homenageiam 81 artistas negros, como o Emanoel Araujo, artista e idealizador do Museu Afro Brasil, falecido em 7 de setembro de 2022. Também, serão exibidos os filmes: “O Enfermeiro” e “Oriundi”, de Paulo Autran. Mais informações.

Fotografia

No Paço das Artes, a mostra comemorativa Nova Fotografia 10 Anos, realizada em parceria com o MIS, exibe 60 trabalhos de fotógrafos contemplados pela convocatória do MIS, que se distinguem pela qualidade e inovação. O visitante poderá conferir, por exemplo, a realidade dos palestinos e israelenses em Tel Aviv, Jerusalém, apresentada em “Entre muros e ideias”, de Marcos Muniz. Mais informações.

Na Pinacoteca de São Paulo será exibida a exposição “Pelas ruas: vida moderna e experiências urbanas na arte dos Estados Unidos. 1893-1976”, com 150 obras de 78 artistas, dentre eles, reconhecidos nomes da arte norte-americana, como Andy Warhol, Edward Hopper. Entrada será gratuita.

No Memorial da Resistência de São Paulo, a exposição “Memórias do Futuro: Cidadania Negra, Antirracismo e Resistência” apresenta ao público um panorama histórico de mais de um século de lutas por direitos da população negra no estado de São Paulo, abrangendo o período de 1888 até os dias de hoje. Mais informações.

O Museu Afro Brasil Emanoel Araujo traz a exposição Mestre Didi – Deoscoredes Maximiliano dos Santos, que conta com 42 esculturas do artista plástico, escritor e sacerdote baiano e afro-brasileiro que colaborou com a difusão da cultura dos povos africanos. E, também, tem a exposição de longa duração do acervo do Museu Afro Brasil Emanoel Araujo. Entrada gratuita. Informações. Para informações sobre outros museus basta acessar.