COMPARTILHE E AJUDE INFORMAR MAIS PESSOAS

Conforme o editor do Blog antecipou, em uma postagem feita no dia 02 deste mês, o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, deverá concorrer, ano que vem, a uma das 18 vagas para o cargo de deputado federal.

Nos últimos dias, aliados do auxiliar do governador Flávio Dino (PSB) fizeram questão de publicizar seu verdadeiro projeto político.

“Professora Socorro Waquim é nossa pré-candidata a deputada estadual e Felipe Camarão nosso pré-candidato a deputado federal”, publicou nas redes sociais, por exemplo, a emedebista Simplesmente Maria, candidata derrotada na eleição para a Prefeitura de Arari, ano passado.

O próprio Camarão, também nas redes sociais, sugeriu: “Que tal o federal da educação ?”, disse.

O secretário deixou o DEM e filiou-se ao PT justamente para tentar eleger-se para Câmara Federal.

Mudou temporariamente o projeto, seguindo orientação de Flávio Dino, e lançou-se pré-candidato ao Governo do Estado.

Patinando nas pesquisas de intenção de voto, não conseguindo atingir dois dígitos, o secretário decidiu cair na real, principalmente depois que Dino anunciou seu apoio pessoal ao vice-governador Carlos Brandão (PSDB), pré-candidato a reeleição.

Felipe Camarão já confirmou que continuará no PT.

No entanto, caso se confirme a aliança do petismo com o PDT, do senador Weverton Rocha, também pré-candidato ao Palácio dos Leões, obrigatoriamente terá que desembarcar em outra legenda.