COMPARTILHE E AJUDE INFORMAR MAIS PESSOAS

O vice-governador Carlos Brandão, que assumirá o comando do Palácio dos Leões no início do mês de abril, confirmou esta semana, durante participação no lançamento da Expo Indústria, em São Luís, que irá deixar o PSDB para ingressar em um partido do campo da esquerda, por onde tentará se reeleger.

A informação é do site Maranhão Hoje.

Apesar de ainda não confirmar, o tucano irá desembarcar no PSB, do governador Flávio Dino, pré-candidato ao Senado.

Inclusive, a filiação de Brandão deverá ocorrer no dia 05 de fevereiro, quatro dias após o encontro que Dino promoverá no Palácio dos Leões no qual ele tratará com presidentes de partidos que lhe prestam apoio sobre sua sucessão.

A ida do vice-governador para o ninho socialismo é uma estratégia elaborada por Dino para obter o apoio do PT.

No início desta semana, o socialista esteve em São Paulo, oportunidade na qual reuniu-se com o ex-presidente Lula; com a deputada federal e presidente nacional do PT, Gleise Hoffman; e a ex-presidente Dilma Rousseff.

Apesar de todo esforço, Dino não recebeu nenhuma garantia dos três de que, filiando Brandão a uma sigla do campo da esquerda, terá o apoio do petismo para sua opção pessoal.

Vale relembrar que o próprio Lula, em entrevista recente, sinalizou claramente apoio pessoal e do seu partido ao senador Weverton Rocha, pré-candidato do PDT ao Governo.

Também vale destacar que Carlos Brandão, ao trocar o PSDB pelo PSB, deverá perder o comando do diretório estadual tucano no Maranhão.

Já se movimentam no sentido de obter a presidência da legenda o deputado estadual Wellington do Curso; a ex-deputada estadual Andréa Murad; e a senadora Eliziane Gama (Cidadania) – esta última com amplas possibilidades de obter êxito na empreitada.