COMPARTILHE E AJUDE INFORMAR MAIS PESSOAS


A candidata do PSTU à presidência da República, Vera Lucia Pereira, defendeu hoje (27) o fim do Teto de Gastos, estabelecido pela Emenda Constitucional nº 95 de 2016, que limita os gastos dos três poderes federais até 2036. De acordo com a candidata, a medida é “catastrófica” e causa prejuízos em áreas vitais do país. 

“O teto de gastos é catastrófico e precisa ser revisto e anulado. Significa menos recursos à saúde, à educação, e as demais áreas vitais que já sofrem com o sucateamento e o abandono. O objetivo do teto é continuar o aprofundamento do ajuste fiscal, retirando bilhões dos serviços públicos para garantir o pagamento da dívida pública aos banqueiros”, disse Vera.

A candidata ressaltou que o impacto da inflação somado ao Teto de Gastos causou o desmonte da proteção social no país. “O teto, que congelou o limite dos gastos do governo, e a inflação foram um duríssimo ataque que desmantelou a pouca proteção social existente hoje no Brasil. Isso precisa mudar urgentemente”, acrescentou.

A agenda da candidata do PSTU previa hoje campanha e panfletagem no Canto da Viração, em São Luís, e participação em live do Portal Alma Preta.