COMPARTILHE E AJUDE INFORMAR MAIS PESSOAS


A candidata à Presidência da República pelo PSTU, Vera Lúcia, defendeu hoje (17) “garantias de igualdade” na disputa eleitoral deste ano. Segundo ela, para avançar de fato, a democracia precisa garantir mais espaço a candidaturas de menor porte na propaganda eleitoral gratuita.

Vera Lúcia disse à Agência Brasil que inicia a campanha “com muita firmeza e com o envolvimento da militância do PSTU e do Polo Socialista Revolucionário em todo Brasil”, mas antevê que a atual campanha será repleta de “desafios, pela desigualdade e por regras antidemocráticas que regem o processo eleitoral”.

A candidata reiterou a defesa da democracia e voltou a repudiar qualquer tentativa de desrespeito ao resultado das urnas eletrônicas.

“Ontem, durante a posse do ministro Alexandre de Moraes no TSE [Tribunal Superior Eleitoral], falou-se em defesa da democracia e em respeito às urnas. Mas onde estamos, em meio a um processo eleitoral em que candidaturas, como a minha, estão fora da propaganda eleitoral gratuita na TV e no rádio, e dos grandes debates televisão?”, questionou.

“A democracia tem que começar dando garantias de igualdade na disputa”, complementou a candidata do PSTU à presidência da República.

Vera Lúcia terá o dia de hoje dedicada a entrevistas ao portal Alma Preta; à Rádio Jornal, de Aracaju (SE); e à Folha de S.Paulo.