COMPARTILHE E AJUDE INFORMAR MAIS PESSOAS


O candidato do Novo à Presidência da República, Felipe D’Avila, cumpriu hoje (8) agenda voltada ao tema da educação. Em seu primeiro compromisso, ele visitou o Instituto Singularidades, no bairro de Bela Vista, em São Paulo, que oferece cursos de Graduação/Licenciatura,  de Pós-Graduação Lato Sensu e extensão universitária focados na área da educação.

Segundo o candidato, um dos pilares do seu plano de governo para a educação é investir na formação de professores. “Não vamos melhorar a educação se não melhorarmos a qualidade do professor. O Instituto Singularidades é um exemplo de como ter um curso moderno de formação de professores, em que o conteúdo e a prática começam desde o primeiro ano do programa. Precisamos fazer com que o professor saiba dar aula”, disse.

Ele também defendeu a escola em tempo integral como fundamental para criar o vínculo do professor com a escola e com os alunos. “Temos que atacar esse déficit principalmente na área das exatas, em ciência e matemática”.

O presidenciável disse que uma das metas de seu governo, se eleito, é colocar o Brasil entre os 20 melhores no ranking do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) em sete anos.

“É fundamental rever a política salarial do professor de acordo com o desempenho na sala de aula. Gastamos muito dinheiro com a máquina da educação e pouco com o aprendizado. A régua vai ter de ser o aprendizado do aluno”, disse D’Avila. “A educação é a melhor forma de gerar igualdade de oportunidades para as pessoas”.

O candidato também visitou a Inteli – Instituto de Tecnologia e Liderança, instituição na capital paulista que oferece cursos de engenharia de computação e de software, ciência da computação e sistemas de informação.