COMPARTILHE E AJUDE INFORMAR MAIS PESSOAS


A candidata à Presidência da República pelo PCB, Sofia Manzano, disse hoje (25) que, se eleita, fará a “desapropriação sem indenização” de latifúndios improdutivos e de fazendas que tenham feito uso de trabalho escravo. A afirmação foi no Twitter.

A candidata apresentou propostas para uma “reforma agrária popular sob controle dos trabalhadores”. Ela disse que promoverá, uma vez na Presidência, a regularização imediata dos assentamentos rurais, bem como a demarcação e regularização das terras dos povos indígenas, quilombolas e ribeirinhos.

Sofia Manzano acrescentou que seu governo desapropriará sem indenização “todos os latifúndios improdutivos, das fazendas com trabalho escravo e que não estejam cumprindo com a função social”.

Além disso, prometeu incentivar a redução dos agrotóxicos nas plantações e dar “apoio à agricultura familiar e à criação de grandes cooperativas agropecuárias”.

Pela manhã, a candidata, que é economista e professora, deu uma aula magna na Universidade Federal de Santa Catarina, com o tema “Universidade Popular e a Luta Indígena”. À tarde, participou da cerimônia de aniversário do Portal Desacato.

Fique por dentro da agenda dos candidatos à Presidência para esta quinta-feira.