COMPARTILHE E AJUDE INFORMAR MAIS PESSOAS


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou hoje (6) os registros de candidatura de dois candidatos à Presidência da República: Jair Bolsonaro (PL) e Soraya Thronicke (União). As candidaturas dos candidatos a vice das duas chapas também foram aprovadas.

Na chapa de Bolsonaro, foi autorizado o nome do ex-ministro da Defesa Walter Braga Netto como candidato a vice-presidente. Na chapa de Soraya, autorizou-se o candidato a vice, Marcos Cintra, economista e ex-secretário da Receita Federal. 

Pablo Marçal

Por outro lado, os registros de Pablo Marçal (Pros) e de sua vice, Fátima Pérola Neggra, foram rejeitados. Pela decisão, deve ser mantida a vontade da legenda, que cancelou a candidatura de Marçal e decidiu apoiar a coligação de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

Em agosto, o registro de candidatura de Marçal foi feito quando o Pros estava sob o comando de Marcus Holanda, líder de uma ala da legenda que se opõe ao atual presidente, Eurípedes Júnior. 

Após uma disputa judicial pelo comando da legenda, o TSE concedeu liminar para determinar que Júnior deve ficar na presidência do partido. Com a decisão, a direção da sigla convocou nova convenção partidária para revogar a candidatura de Marçal e apoiar campanha do ex-presidente Lula. 

Inconformado com a medida, Marçal recorreu ao TSE para tentar derrubar a deliberação. 

Antes da decisão, Pablo Marçal, que é coach e influenciador digital, já estava fora do horário eleitoral gratuito, mas continuou no sistema DivulgaCand, plataforma que reúne os registros dos 12 candidatos à Presidência.