COMPARTILHE E AJUDE INFORMAR MAIS PESSOAS


O candidato do PT à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, disse hoje (19) que quer universalizar o acesso ao ensino superior no país. “A gente vai ter que continuar fomentando as universidades brasileiras, criando novas universidades. Universidade não é coisa para poucos, é para muitos. Eles [adversários políticos] costumam dizer que tem apenas uma pequena parcela que tem que entrar na universidade. Para nós, todos que quiserem entrar têm que ter oportunidade de entrar na universidade”, ressaltou ao participar de um evento em que recebeu apoio de ex-candidatos à Presidência da República.

Vieram oferecer apoio a Lula, o ex-ministro da Educação, Cristovam Buarque, e o ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (União Brasil), além de Marina Silva (Rede), Guilherme Boulos (Psol) e João Vicente Goulart (PCdoB).

Ainda falando sobre educação, Lula defendeu que os recursos destinados à área sejam vistos como forma de alavancar o país. “Esse dinheiro não pode ser considerado gasto, tem que ser considerado investimento”, enfatizou. Para ele, os investimentos em educação trazem diversos ganhos. “A educação é o retorno mais extraordinário que a gente tem, e não é medido financeiramente, é medido na qualidade da sociedade que a gente tá criando, na qualidade das coisas que a gente produz, nas nossas relações internacionais, na nossa competitividade”, acrescentou.

O candidato destacou ainda a necessidade de recuperar a estrutura dos órgãos da área ambiental. “Nós vamos ter que recuperar quase tudo que nós fizemos nesse país. Vamos ter que recuperar o Ibama [Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis], o ICMBio [Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade], o Conama [Conselho Nacional do Meio Ambiente]. Ou seja, coisas que eram elementares para que a gente tornasse a sociedade brasileira uma sociedade preocupada com a questão do clima, [que eles] destruíram”, destacou.

Lula também defendeu a criação de novos ministérios para cuidar de temas sociais. “Você tem um conjunto de ministérios – Ministério dos Direitos Humanos; da Igualdade Racial; da Mulher – que gastam muito pouco e têm resultado político extraordinário na organização da sociedade”, disse.

Clique aqui e veja a agenda dos candidatos à Presidência nesta segunda-feira.